FAO.org

Home > Region_collector > Américas > Notícias > Notícia
Escritório Regional da FAO para a América Latina e o Caribe

FAO oferece curso gratuito sobre agricultura familiar na América Latina e Caribe

Como parte do Ano Internacional da Agricultura Familiar, este curso de autoaprendizagem à distância integra o Programa de Cooperação Internacional Brasil-FAO.

Santiago do Chile, 13 de outubro de 2014 – Em ocasião do Ano Internacional da Agricultura Familiar (AIAF) e do Dia Mundial da Alimentação, a FAO abre ao público o curso gratuito de autoaprendizagem à distância Agricultura Familiar na América Latina e no Caribe, setor chave para a segurança alimentar.

Aberto de 16 de outubro a 31 de dezembro de 2014, o curso é ministrado pelo Núcleo de capacitação em Políticas Públicas da FAO e integra as atividades do Programa de Cooperação Internacional Brasil-FAO.

Os participantes contarão com informações para apoiar o fortalecimento da agricultura familiar, setor estratégico para a segurança estratégica alimentar nos países da América Latina e o Caribe, e que desempenha um papel importante para erradicar a fome e a pobreza rural.

O curso aprofundará os principais temas relacionados à agricultura familiar como o acesso a mercados, a inclusão em cadeias de valor, os seguros, a alimentação escolar, o acesso a terra, a água e outros recursos. Outros temas que também serão abordados no curso são aquicultura, assistência técnica, gestão de risco e mudanças climáticas, desenvolvimento rural e políticas públicas.

Duração e inscrição

O curso tem uma duração de aproximadamente 80 horas e estará aberto a partir do dia 16 de outubro até 31 de dezembro.

Para mais informações, acessar a ficha de apresentação aqui:

http://www.rlc.fao.org/es/capacitacion/nucleo/cursos/autoaprendizaje/af201409/    

A capacitação está estruturada em três módulos, em espanhol, e está aberto a todas as pessoas interessadas no tema, especialmente servidores públicos, organizações, profissionais e instituições, locais e nacional, envolvidas na implementação de políticas públicas relacionadas à agricultura familiar, bem como membros do sector de cooperação, sociedade civil, organizações sociais de agricultores familiares, cooperativas e setor privado.

Share this page