FAO.org

Home > Country_collector > FAO no Brasil > Notícias > Detail
FAO no Brasil

FAO e OTCA unem forças para fortalecer a proteção dos recursos naturais da Amazônia e sua população local e indígena

26/06/2019

Roma - A FAO e a Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA) se uniram para trabalhar em conjunto na conservação, restauração e manejo sustentável dos recursos naturais amazônicos por meio do diálogo contínuo com as comunidades locais e os povos indígenas da região.

Por meio de um acordo assinado no último dia 21/06 pelo Diretor-Geral da FAO, José Graziano da Silva, e o Secretário-Geral da OTCA, Alexandra Moreira Lopez, foram estabelecidas as bases para o fortalecimento da gestão sustentável de uma área-chave para a manutenção do equilíbrio climático global, com um plano de ação para ajudar a mitigar as lacunas econômicas e sociais que persistem na região.

"Os desafios da Amazônia, como os de outros ecossistemas de grande importância, são de natureza ambiental, social, econômica e cultural. A Amazônia sofre ameaças que vão desde a mudança de uso da terra, ao desmatamento e a implantação de certas infraestruturas sem boas práticas ao comércio ilegal de fauna e flora”, afirmou o secretário geral da OTCA durante a assinatura do acordo na sede da FAO, em Roma. "Essa colaboração certamente nos ajudará a trabalhar em áreas tão importantes como o manejo sustentável da floresta amazônica e seus recursos hídricos".

Proteger os recursos naturais e promover a economia da região

Durante a assinatura do acordo, Moreira salientou a importância de proteger esse ecossistema "vasto e rico em recursos naturais", sem esquecer que nele vivem 40 milhões de pessoas: "Não podemos falar apenas de gestão da conservação dos recursos naturais, mas também precisamos falar sobre o uso sustentável de sua biodiversidade e gerar instrumentos e ferramentas para as economias dessa região", afirmou.

"Um dos principais desafios é combinar o uso sustentável dos recursos naturais gerando oportunidades para os residentes, sejam as comunidades locais ou povos indígenas, a fim de reduzir as lacunas de desigualdade que existem não só na Amazônia, mas em toda América Latina", disse ele. "O trabalho conjunto nos permitirá ser criativos na geração dessas ferramentas e na melhoria das cadeias produtivas derivadas do fornecimento de produtos florestais e recursos hídricos, incluindo produtos da pesca e da aquicultura."

O Diretor Geral da FAO, José Graziano da Silva, reafirmou a importância da cooperação internacional na Amazônia:
"eu acho que todos nós concordamos que, se não unirmos esforços, não vamos preservar o patrimônio fundamental que representa a Amazônia e preservar as tradições e modos de vida que têm permitido a biodiversidade dos pulmões do planeta. É um esforço que irá beneficiar não só os 8 países da bacia amazônica, mas toda a humanidade."

A FAO tem uma longa tradição de trabalho em questões florestais, preservação da água e do meio ambiente e apoio aos direitos dos povos indígenas. Nesse sentido, a FAO é uma das organizações internacionais convidadas a fornecer contribuições técnicas à Assembléia Especial para a Região Pan-Amazônica do Sínodo dos Bispos, convocada pelo Papa Francisco, e que será realizada em outubro de 2019, no Vaticano.

Sobre a OTCA

A OTCA é uma organização intergovernamental constituída pela Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Guiana, Peru, Suriname e Venezuela, que incentiva o desenvolvimento sustentável e a inclusão social da região.