FAO.org

Home > Country_collector > FAO no Brasil > Notícias > Detail
FAO no Brasil

Campanha Mulheres Rurais, Mulheres com Direitos retorna com novos parceiros e atividades

Foto: Max Toranzos/FAO
16/04/2018

Santiago do Chile – A terceira edição da campanha #MulheresRurais, mulheres com direitos inclui novos parceiros e várias atividades para promover o empoderamento das mulheres rurais, indígenas e afrodescendentes da América Latina e do Caribe. 

A campanha, convocada pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), é uma iniciativa de trabalho colaborativo que soma esforços, articula redes e difunde conhecimentos e experiências positivas para impulsionar a autonomia plena das mulheres no mundo rural. 

Tanto em redes sociais como diretamente nos territórios rurais, #MulhereRurais, mulheres com direitos acompanhará instâncias de incidência política para que os países da região priorizem a igualdade de gênero como um elemento fundamental em suas estratégias de desenvolvimento sustentável. 

Atividades ao longo da região

Este ano a campanha criará um Mapa de aliados das mulheres rurais, uma ferramenta interativa que permitirá visibilizar instituições e organizações com experiências positivas e inovadoras de empoderamento das mulheres rurais latino-americanas e caribenhas. 

A ONU Mulheres, alinhada com a Declaração de Santo Domingo, cujos acordos foram adotados por ministras da mulher e máximas autoridades de gênero de 29 países da região, assim como no marco das conclusões do 62º período de sessões da Comissão da Condição Jurídica e Social da Mulher das Nações Unidas (CSW62), incluíra a campanha em suas atividades e a difundirá em diversos espações de diálogo. 

Um deles será a IV Cúpula Ibero-Americana de Agendas Locais de Gênero, que ocorrerá em maio, no Equador, e que inclui uma oficina para desenvolver estratégias de participação política de mulheres indígenas. 

O Sistema de Integração Centro-Americano (SICA) tem adotado a campanha como uma ferramenta de dinamização de sua agenda para o empoderamento econômico das mulheres nos países da Região SICA, com um trabalho liderado conjuntamente pelo Conselho Agropecuário Centro-Americano (CAC) e o Conselho de Ministras da Mulher (COMMCA). 

A Reunião Especializada sobre Agricultura Familiar (REAF) do Mercosul convocará um concurso de pesquisas, ensaios acadêmicos e experiências de organizações sobre eliminação da violência de gênero no mundo rural. 

No Brasil, a campanha será implementada em âmbito territorial pela Secretaria Especial da Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário (SEAD) junto com o selo Aqui Tem Mulher Rural, que distingue produtos da agricultura familiar em que a produção de mulheres rurais tem um papel principal. 

No Uruguai, a Direção Geral de Desenvolvimento Rural do Ministério de Pecuária, Agricultura e Pesca (DGDR/MGAP), em articulação com o Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), a REAF e o Instituto Nacional das Mulheres, desenvolverá em maio deste ano um encontro para capacitar jovens mulheres rurais em liderança. 

Posteriormente, será realizado um encontro nacional de mulheres rurais, como parte de um esforço interinstitucional em conjunto com organizações da sociedade civil. 

Em nível regional, a FAO realizará um concurso de receitas ancestrais de alimentação saudável, que serão publicadas em um receituário de forma participativa por mulheres de múltiplos países. Também trabalhará com lideranças indígenas da Mesoamérica e América do Sul para destacar a visão das mulheres indígenas a respeito do desenvolvimento rural sustentável. 

Como participar da campanha?

Qualquer pessoa, instituição ou organização pode juntar-se usando o selo #MulheresRurais, mulheres com direitos e difundir #HistóriasQueEmpoderam em suas redes sociais.   

A campanha tem uma natureza aberta e participativa: é fácil adaptar os materiais existentes e inclusive criar novos, usando como base o manual gráfico da campanha. 

As instituições e organizações interessadas em participar durante o ano apoiando a difusão, compartilhando informação e organizando conversas e atividades em comunidades rurais, poderão registrar-se como colaboradoras da campanha e formar parte do Mapa de aliados das mulheres rurais

Qualquer instituição, organização ou centro de pesquisa também pode juntar-se à campanha compartilhando aqui suas publicações, vídeos, estudos e documentos, os quais formarão parte do Repositório de Conhecimentos sobre Mulheres Rurais da FAO e alimentarão a criação de conteúdos e materiais de sensibilização e divulgação durante todo o ano. 

Novos parceiros

A campanha #MulheresRurais, mulheres com direitos foi lançada regionalmente em 2016, como um esforço colaborativo para visibilizar as conquistas e os desafios rumo à igualdade de gênero no mundo rural. Desde então, participam a FAO, a REAF Mercosul e a SEAD. 

Para aumentar seu impacto em 2018, a campanha tem somado novos parceiros co-organizadores: ONU Mulheres, o Conselho Agropecuário Centro-Americano do Sistema da Integração Centro-Americana (CAC/SICA) e a Direção Geral de Desenvolvimento Rural do Ministério de Pecuária, Agricultura e Pesca (DGDR/MGAP). 

 

Mais informação: 

Junte-se à campanha #MulheresRurais, mulheres com direitos

Publicação: Atlas das mulheres rurais da América Latina e do Caribe

 

Contato

Mujeres-Rurales@fao.org