Hungria dá início ao grande ano da agricultura familiar

Longe de ser coisa do passado, a agricultura familiar hoje está recebendo um novo olhar, por seu potencial de alimentar um planeta com fome e de gerir recursos naturais.

Com a escolha de 2014 como Ano Internacional da Agricultura Familiar, a Hungria dará início às festividades com um Fórum Global e Exposição de Agricultura Familiar, a serem realizados em Budapeste, de 4 a 6 de março.

Organizado pelo Ministério do Desenvolvimento Rural da Hungria, o Fórum Global e a Exposição devem atrair ministros, especialistas, ativistas, agricultores, acadêmicos e outros interessados que acompanham as questões de alimentação. Uma “mesa redonda” com ministros da agricultura debaterá políticas e programas que afetam a agricultura familiar tanto no âmbito nacional quanto internacional.

Agricultores de todo o mundo devem expor seus produtos e mostrar suas atividades durante a exposição de três dias, no Centro do Congresso em Budapeste, que acontece paralelamente ao Fórum Global.

A persistência de altos índices de fome em muitos países, a perspectiva de crescimento da população e entraves à agricultura decorrentes de mudanças climáticas formam o contexto que levou a Assembleia Geral da ONU a declarar o Ano Internacional da Agricultura Familiar e a confiar à FAO a liderança das atividades.

“Começou a busca por sistemas agrícolas verdadeiramente sustentáveis que possam atender à futura demanda mundial de alimentos,” nas palavras do Diretor Geral da FAO, José Graziano da Silva. “E nada se aproxima mais do paradigma de produção sustentável de alimentos do que a agricultura familiar.”

Graziano da Silva fará o discurso de abertura no Fórum Global, na manhã do dia 5 de março. Ele também deve nomear formalmente três “embaixadores especiais”, que promoverão a mensagem da agricultura familiar nos próximos meses.

Saiba mais sobre o Ano Internacional da Agricultura Familiar

04/03/2014