Fórum Global e Exposição sobre Agricultura Familiar – resumo e resultados

Organizados pelo Ministério do Desenvolvimento Rural da Hungria, em cooperação com a FAO, o Fórum Global e a Exposição sobre Agricultura Familiar, realizados em Budapeste de 4 a 6 de março destacaram a contribuição fundamental que as propriedades de agricultura familiar podem dar para a segurança alimentar e nutricional mundial. Este evento global de dois dias girou em torno de uma mesa redonda ministerial e três painéis de discussão. Algumas das principais questões debatidas foram:

• Diversidade das propriedades de agricultura familiar em todo o mundo e necessidade de soluções individualizadas.
• Fortes valores compartilhados pelas propriedades de agricultura familiar, apesar da diversidade.
• Segurança de renda dos agricultores e prevenção da migração para áreas urbanas.
• Elaboração de melhores práticas para lidar com questões enfrentadas pelos agricultores familiares, incluindo o acesso à terra e aos recursos naturais, à educação e a investimentos.
• Ambiente propício e cooperação – necessidade de legislação clara e simples, sistemas de tributação adequados, bem como promoção de parcerias socialmente responsáveis com organizações da sociedade civil e do setor privado.
• Papel das mulheres na agricultura familiar e promoção da igualdade de acesso das mulheres à terra, ao crédito, à educação, à tecnologia, às redes e aos processos de tomada de decisão.
• Engajamento de jovens – investir no futuro da agricultura.
• Papel da agricultura familiar na agricultura sustentável.
• Regulamentações ambientais devem considerar os desafios ambientais emergentes.

 Durante a Mesa redonda ministerial, os ministros confirmaram que as propriedades de agricultura familiar são agentes centrais na coesão social, na geração de emprego rural, bem como no uso sustentável e na conservação dos recursos naturais. Várias apresentações demonstraram que diversos governos tomaram medidas para criar um ambiente propício a fim de facilitar a agricultura familiar.

 Cada um dos três painéis de discussão concentrou-se em um tema principal.

 Painel 1: Agricultura familiar e as três dimensões da sustentabilidade – harmonizando os aspectos sociais, ambientais e econômicos

 Tópicos debatidos:

- Diversidade de agricultores e economias
- Soluções individualizadas
- Econômico: melhorar ou sair
- Ambiental: Regulamentações e resiliência
- Social: Novas gerações nas propriedades de agricultura familiar
- Quarto pilar: a cultura por trás da agricultura familiar tradicional

Painel 2: Principais desafios e oportunidades para investimentos agrícolas em agricultura familiar (onde estamos global e regionalmente?)   

Parte I - Melhores práticas para superar os desafios e transformar as oportunidades em sucesso
Parte II – Como a cooperação entre agricultores familiares pode facilitar o acesso a recursos e serviços?

Painel 3: Papel das mulheres e dos jovens na agricultura familiar

Parte I – Papel das mulheres na agricultura familiar
Parte II – Papel dos jovens na agricultura familiar

Apesar dos avanços conquistados, ainda há muito a ser feito. Governos, o setor privado, organizações de agricultores, ONGs e órgãos internacionais devem continuar a trabalhar juntos a fim de encontrar soluções (voltadas igualmente para homens e mulheres) para os vários desafios enfrentados pelos agricultores familiares em todo o mundo. Esses desafios incluem o acesso igualitário à terra e a outros recursos naturais, ao crédito, a mercados locais e globais, à tecnologia, infraestrutura e educação e aos serviços de extensão que apresentem resultados de pesquisa e inovação, bem como investimento nos jovens para garantir a viabilidade das comunidades rurais e a transmissão do conhecimento tradicional.