Tamanho da letra

-A +A

Re: Fórum sobre Agricultura Familiar e Segurança Alimentar na CPLP

Avelino Bonifácio Fernandes Lopes Plataforma das ONG, Cabo Verde
23.10.2012

1. Cabo Verde quase não possui empresas agrícolas, ou seja, praticamente toda a produção agrícola é familiar (cerca de 98%) e destina-se, na sua esmagadora maioria, ao consumo do agricultor e sua família. Só uma pequena parte da produção, sobretudo de regadio (15 - 20%), se destina à comercialização no mercado local. Apesar das limitações naturais, com os fortes investimentos feitos e em curso na mobilização da água de superfície e subterrânea, a produção familiar possui ainda uma enorme margem de crescimento, alargar para o mercado nacional e, sobretudo, atingir o mercado do turismo em franco crescimento e assim contribuir para uma melhor repartição do rendimento do turismo e para a melhoria da condição de vida do agricultor e de sua família.

2. Com a mobilização da água e modernização das técnicas de irrigação e cultivo, é fundamental investir agora em dois segmentos: (i) a conservação e a transformação dos produtos, não só para acrescentar o valor à produção e fazer chegar o produto às ilhas turísticas - que são, em geral, não agrícolas - mas também aproveitar a sazonalidade da produção, com baixas insuportáveis de preço nas épocas de grande produção e alta exagerada de preço nas épocas em que não há produção, e; (ii) investir na unificação do mercado, com condições e regularidade de transporte, e equipamentos mais adequados aos produtos agrícolas.

3.O nível de organização dos agricultores é muito baixo, quase inexistente, limitando-se a algumas associações e cooperativas. Entretanto, os agricultores contam com algum apoio das ONG e associações comunitárias, bastante mais presentes e capacitadas;

4. (i) Cooperação fito e zoo-ssanitária, visando a certificação, credível e aceitável, por parte das entidades de todos os Estados membros, e por forma a facilitar a circulação/comercialização de produtos; (ii) Troca de missões de agricultores para partilha de experiências sobre técnicas de cultivo e transformação.