FAO.org

Home > FAO in Portugal > Notícias > Detail
FAO in Portugal

I-danha Food Lab reúne tecnologia e agricultura sustentável

16/11/2018
De 9 a 11 de Novembro, a 3.ª edição do I-danha Food Lab reuniu em Monsanto (Idanha-a-Nova) 75 start-ups e 200 participantes internacionais, entre empresas, investidores, empreendedores e investigadores das áreas da alimentação, da sustentabilidade e da economia verde para discutir, entre outros temas, a digitalização da agricultura e a produção biológica. O evento é organizado pela aceleradora de start-ups Building Global Innovators (BGI), em parceria com o Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL) e o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT). Idanha-a-nova é a primeira Bio-região do país e tem conseguido alterar o paradigma da desertificação rural enquanto promove a alimentação saudável.
 
Na sessão de abertura, o Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Sobrinho Teixeira destacou que “a economia verde precisa de conhecimento a nível de tecnologia”, o que depende do contributo do estrato populacional mais jovem”. O presidente da Câmara de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto, afirmou que, de fato, a iniciativa visa “chamar gente jovem e contrariar a ideia absurda de que estes territórios da ruralidade não são inovadores”.
 
O autarca Armindo Jacinto anunciou durante o evento que o Município  tinha sido contemplado com uma menção honrosa nos City Nation Place Awards, em que tinha competido ao lado de cidades como Barcelona e Eindhoven. “Queremos fazer de Idanha um Silicon Valley do campo”, assegurou.
 
Francisco Sarmento, Chefe do Escritório da FAO em Portugal e junto da CPLP, foi convidado a encerrar o evento com a intervenção “O papel dos pequenos agricultores no futuro da agricultura”. Sua comunicação abordou o tema da agricultura familiar, da agro-ecologia e da saúde.