FAO.org

Home > FAO in Portugal > Notícias > Detail
FAO in Portugal

FIDA e Ministério da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas realizam reunião em Lisboa

01/03/2019

Lisboa – Com apoio da FAO, o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) da ONU e o Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural realizaram a reunião “O FIDA e as oportunidades de cooperação com as instituições portuguesas e empresas do sector agrícola”, em Lisboa, no passado dia 1 de março.

Esta iniciativa teve como principal objetivo estreitar a parceria entre o FIDA, o Governo português, a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e a FAO, no sentido de conjuntamente fortalecerem a implementação da Estratégia de Segurança Alimentar e Nutricional da CPLP e visando o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU na Comunidade.

A intervenção do Chefe do Escritório da FAO, Francisco Sarmento, abordou as parcerias e sinergias entre a FAO, o FIDA e os países que compõem a CPLP. A FAO e a CPLP desenvolvem trabalho conjunto através de Acordos de Parceria e de Cooperação no campo da segurança alimentar e nutricional desde 1999 (a FAO conta com um Escritório de Informação em Lisboa desde 2009).

Francisco Sarmento destacou a importância da Estratégia de Segurança Alimentar e Nutricional da CPLP (ESAN-CPLP), aprovada pelos Estados Membros da CPLP em 2012 e cujo objetivo é contribuir para a erradicação da fome e da pobreza nos países-membros. Para o Chefe do Escritório da FAO em Portugal, a Estratégia e seu Plano de Atividades (aprovado a bienalmente pelos Ministérios de Agricultura dos Estados Membros da CPLP durante as reuniões do CONSAN-CPLP), deverão nortear a parceria entre o FIDA, o Governo de Portugal e a FAO a fim de garantir a realização Direito Humano à Alimentação Adequada na Comunidade.

Francisco Sarmento aproveitou ainda a oportunidade para sugerir a criação de um hub FAO, FIDA e CPLP em Portugal para estreitar a cooperação entre as entidades e também uma maior colaboração entre a FAO e o FIDA ao nível dos seus escritórios nacionais, com vista a garantir que as suas estratégias, programas e atividades estejam em linha com os compromissos assumidos pelos governos ao abrigo da ESAN-CPLP e da Agenda 2030.

Para o ano de 2019, Francisco Sarmento elencou algumas possibilidades de parcerias mais imediatas, que incluem, por exemplo, iniciativas visando a promoção de alimentares sustentáveis; a promoção de intercâmbios de conhecimento entre agricultores para a construção de capacidades; bem como a promoção da participação dos atores do CONSAN-CPLP no Plano de Atividades da Década da Agricultura Familiar da ONU.