FAO.org

FAO in Portugal

FAO participa no Encontro Políticas e Práticas de Apoio Alimentar em Setúbal

23/10/2019

O evento “Desafios e Caminhos”- Encontro Políticas e Práticas de Apoio Alimentar, decorreu nesta quarta-feira, dia 23 de outubro na Escola Superior de Tecnologia do IPS-Instituto Politécnico de Setúbal, organizado pela Plataforma Supraconcelhia do Alentejo Litoral abordou o futuro, das políticas públicas à erradicação da fome e da pobreza.

O encontro teve como foco a temática da insegurança alimentar, considerando o papel que os circuitos curtos e a agricultura urbana poderão desempenhar para a resolução da problemática. Foram, ainda, apresentadas e equacionadas diferentes estratégias para que as políticas e programas alimentares possam contribuir para a criação de emprego e a capacitação e autonomia das pessoas e famílias.

Perante os desafios económicos, sociais e ambientais com que as sociedades contemporâneas se confrontam, urge a definição e implementação de políticas que garantam a soberania e a segurança alimentar e nutricional dos cidadãos, em especial dos grupos mais vulneráveis. As políticas e programas alimentares devem, pois, ser desenhados para responder a problemas complexos e multidimensionais, que exigem uma abordagem transdisciplinar e multissetorial, assente em evidências, estudos e análises ancorados na realidade das condições de vida das famílias e sustentados por processos de auscultação e participação de diferentes stakeholders.

Neste evento foram discutidas as formas de integração das políticas (Segurança Social, Saúde, Educação Economia, Território e Ambiente) de articulação entre os níveis central e local do Estado, bem como o papel do setor social e da sociedade civil. Para tal, reuniu-se um leque de convidados/as de diferentes áreas de saber e intervenção. Académicos/as e responsáveis de projetos comunitários de apoio alimentar vão debater políticas e programas e refletir sobre estratégias e práticas capazes de promover a sustentabilidade e a coesão social das comunidades.

O Chefe do Escritório da FAO e junto com a CPLP, Francisco Sarmento, participou no painel “Alimentação e Governação Integrada”, com uma abordagem ao “Direito à Alimentação na Agenda Política”. Francisco Sarmento destacou ainda a abordagem territorial, a participação social e criação de mecanismos de governança adequados do poder local, na promoção de programas que visem sistemas alimentares territoriais sustentáveis e dietas saudáveis, sendo este um dos principais caminhos que a FAO pode apoiar para se atingir os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Seguiu-se a exposição de Nuno Manana do Gabinete de Planeamento, Políticas e Administração Geral (GPP), que apresentou o papel do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional na articulação dos programas de apoio alimentar com a sociedade civil.

A encerar o painel da manhã, o professor Hermano Carmo, do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade Técnica de Lisboa, apresentou um painel dedicado à história e à actualidade, no qual abordou a Segurança Alimentar e Nutricional como uma responsabilidade da governação integrada, entre instituições e sociedade, com a participação dos próprios beneficiários de apoio alimentar.