FAO.org

Home > FAO Portugal > Parcerias
FAO Portugal

Promover a visibilidade e criar relações mais fortes entre a FAO e os principais parceiros, incluindo a Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), os governos da CPLP, através das suas Embaixadas em Portugal e Missões junto da CPLP, ONGs e sociedade civil, institutos académicos e de investigação e o sector privado, todos envolvidos na implementação da Estratégia de SAN da CPLP, é uma das principais missões do Escritório da FAO em Lisboa, Portugal.

FAO e CPLP

A Comunidade dos Países de Língua Português (CPLP) é uma organização intergovernamental e multi-regional fundada em 1996 por Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal e São Tomé e Príncipe. Timor-Leste aderiu à Comunidade após a sua independência em 2002. A CPLP foi criada com o objetivo principal de fortalecer a cooperação política, económica e diplomática e a coordenação entre os seus Estados-Membros.


As relações formais entre a FAO e a CPLP datam de 1999 e desde então as duas organizações têm vindo a desenvolver uma série de iniciativas conjuntas, nomeadamente através de vários programas e projetos no âmbito da segurança alimentar e nutricional.

Em 2012, para assinalar a consolidação das relações entre a FAO e a CPLP e com o objetivo de estreitar e potenciar ainda mais o trabalho do Escritório da FAO em Portugal com esta organização, o Escritório passou a funcionar na Sede da CPLP. Para tal foi fundamental a ratificação pelos Chefes de Estado e de Governo da CPLP, em 2012, em Maputo, da Estratégia de Segurança Alimentar e Nutricional da CPLP.  (Saber mais)

FAO e Portugal

Portugal é país membro da FAO desde 1 de setembro de 1946, tendo sido estabelecida no Ministério dos Negócios Estrangeiros a Comissão Nacional da FAO em 1947. Esta Comissão foi mais tarde integrada na Comissão de Cooperação Económica Externa em 1973 e acabou por ser extinta em 1997, tendo as suas funções passado a ser exercidas pelos Ministérios dos Negócios Estrangeiros e, à data, da Agricultura, Desenvolvimento Rural e das Pescas.

Entre 1978 e 1989, Portugal beneficiou de vários projetos da FAO no âmbito do crédito agrícola, das florestas, da irrigação e das infraestruturas rurais. Mais tarde, tornou-se um país doador tendo já financiado através da FAO alguns programas e projetos em Estados-Membros da CPLP, nomeadamente, em São Tomé e Príncipe e na Guiné Bissau.

Em 2008, foi assinado um acordo entre a FAO e o Governo Português para o estabelecimento de um Escritório da FAO em Lisboa e, em 2012, foi assinado um Acordo Quadro de Cooperação. (Saber mais)

Outras Parcerias

O Escritório da FAO em Lisboa, Portugal, tem promovido relações e estabelecido diferentes parcerias com as mais diversas entidades no âmbito do mandato da FAO, como ONGs, sociedade civil, institutos académicos e de investigação e sector privado. Para além de parcerias com entidades portuguesas, o escritório da FAO dá particular atenção e prioridade ao desenvolvimento de iniciativas com as Organizações envolvidas nos Mecanismos de facilitação da participação social no CONSAN-CPLP. (Saber mais)