FAO.org

Home > Country_collector > FAO no Brasil > Notícias > Detail
FAO no Brasil

Diretor-Geral da FAO solicita um grande esforço regional contra o aumento da fome na América Latina e no Caribe

07/03/2018

Montego Bay - É essencial fazer um grande esforço regional em políticas de proteção social para acabar com a pobreza rural e enfrentar o aumento da fome na América Latina, disse hoje o Diretor-Geral da FAO.

“A região não pode retirar o apoio que tem dado nos últimos anos aos mais vulneráveis”, afirmou Graziano da Silva em sua intervenção durante o evento sobre Fome Zero, realizado no âmbito da Conferência Regional da FAO para a América Latina e o Caribe (5-8 de março, Montego Bay).

Os países, disse o Diretor, devem manter o conjunto de políticas, planos e programas de proteção social que permitiram uma redução significativa da fome e da desnutrição crônica na região nas últimas décadas.

último relatório da ONU sobre a fome na região revela que, após anos de declínios contínuos, a fome na América Latina e no Caribe aumentou entre 2015 e 2016 em 2,5 milhões de pessoas, passando de 40 para 42,5 milhões.

“O aumento foi especialmente significativo na América do Sul, em grande parte devido à desaceleração econômica, taxas crescentes de desemprego e a deterioração das redes de proteção social em algumas economias importantes da sub-região”, afirmou Graziano da Silva.

Na América Central e no Caribe, por outro lado, os níveis de subalimentação continuaram diminuindo, e ambas sub-regiões mantiveram a tendência positiva na erradicação da fome.

Uma grande porcentagem da população da região ainda não tem acesso à proteção social, especialmente no setor rural. Isso impede que os mais vulneráveis possam romper as barreiras de acesso a uma alimentação saudável e a meios dignos de subsistência.

"Com toda a experiência acumulada pelos países, a FAO está convencida de que a região é capaz de melhorar a eficácia de suas políticas para chegar aos territórios e comunidades onde a insegurança alimentar se concentra", disse o Diretor-Geral.

Avançar em duas frentes simultaneamente: fome e sobrepeso e obesidade

O Diretor-Geral instou os 33 países reunidos em Montego Bay a lutar simultaneamente contra o outro lado da moeda: a epidemia global de sobrepeso e obesidade, especialmente alarmante na América Latina e no Caribe, onde a obesidade afeta 20% de adultos em 24 países.

"Temos de garantir a todos o direito, não apenas à alimentação, mas também a uma dieta saudável e adequada", afirmou.

A promoção da agricultura é fundamental para alcançar isso, acrescentou observando que os agricultores familiares continuam a enfrentar grandes limitações no acesso a mercados, recursos naturais, financiamento, seguros e serviços de extensão rural.

Graziano da Silva citou a compra de alimentos da agricultura familiar ou as transferências de renda como um bom exemplo de política social aplicada com sucesso em vários países.

Também é necessário, afirmou, implementar políticas destinadas a transformar os sistemas alimentares da região para torná-los mais justos, mais inclusivos e saudáveis.