FAO.org

Home > Country_collector > FAO no Brasil > Notícias > Detail
FAO no Brasil

Atingir uma agricultura sustentável requer uma abordagem integrada

07/02/2019

Roma - "Chegamos ao limite do paradigma da revolução verde", disse o diretor-geral da FAO, José Graziano da Silva.

"Não podemos continuar a produzir alimentos da mesma maneira", contando com técnicas agrícolas intensivas, insumos químicos e mecanização, "precisamos mudar para uma abordagem mais interconectada da sustentabilidade", acrescentou ele, durante o lançamento de uma nova publicação, Alimento Sustentável e Agricultura: Uma Abordagem Integrada, que visa apresentar evidências de ponta sobre como a agricultura sustentável pode ser continuamente melhorada em diferentes escalas.

O livro é uma importante contribuição sobre a importância da criação de estruturas políticas adequadas para enfrentar os desafios impostos pelas mudanças climáticas frente a uma população global crescente, segundo Graziano da Silva.

De acordo com o Diretor Geral, são necessárias políticas para resolver os conflitos de interesse que inevitavelmente surgem em meio à necessidade de mudança, o que traz urgência de aumentar a renda e as oportunidades para as comunidades rurais ao redor do mundo, em especial no mundo em desenvolvimento. Muitas vezes, tentar encaixar novas técnicas nos padrões existentes impossibilita a integração de todos os atores e interesses para seguir em frente. "A única maneira de colocá-los juntos e harmonizar as coisas para seguir em frente é revisar políticas e orientações", acrescentou.

O novo livro

O livro - um volume de 585 páginas publicado pela FAO com a Academic Press Division da Elsevier - reúne o trabalho de 78 especialistas da FAO, além de uma ampla variedade de universidades e organizações em todo o mundo.

Ele foi organizado através de 48 capítulos e cinco seções, abrangendo desde demografia e pobreza rural até biodiversidade e escassez de água, enquanto também ressalta exemplos viáveis de como aumentar a produtividade agrícola através da integração de diferentes setores, sem prejudicar e podendo aumentar o capital ambiental e social existente.

As análises do livro fazem questão de identificar e equilibrar as compensações que normalmente surgem e destacar as iniciativas bem-sucedidas de governança e política para resolvê-las nos níveis global e nacional.

Governos, cientistas, sociedade civil e setor privado precisam de um entendimento comum de conceitos, métodos e estratégias, que não devem ser pensados separadamente, mas sim de forma interconectada por todos os setores", disse Clayton Campanhola, editor-chefe da publicação e líder do setor. Programa Estratégico da FAO para Agricultura Sustentável.

A seção final concentra-se em pesquisa e inovação, políticas e incentivos, mobilização de recursos e governança e instituições - as quatro áreas consideradas mais críticas para as transformações estruturais significativas e necessárias para sistemas alimentares e agrícolas sustentáveis.

O livro termina com um conjunto de recomendações que, se adaptadas e adotadas, melhorariam a produtividade e a sustentabilidade da agricultura e dos sistemas alimentares.

 

A reunião de um grupo tão amplo de especialistas para trabalhar juntos na produção desse livro atesta o compromisso da FAO em trabalhar por meio de parcerias. A estrutura de programas estratégicos da própria FAO foi projetada para gerar uma maior colaboração da FAO entre os setores.

A nova publicação é direcionada a formuladores de políticas, profissionais de pesquisa e extensão agrícola, profissionais de desenvolvimento e estudantes e professores de ciências biológicas, sociais e agrícolas. Ele complementa a recente publicação Transformação de Alimentos e Agricultura da FAO para Alcançar os ODS, que fala sobre 20 ações interconectadas que levam às mudanças de transformação necessárias.