FAO.org

Home > FAO in Portugal > Notícias > Detail
FAO in Portugal

FAO participa no V Encontro Agroecológico

23/05/2019

Decorreu nos dias 22 e 23 de maio, na Escola Superior Agrária de Coimbra, o V Encontro Agroecológico, promovido pela AGROBIO - Associação Portuguesa de Agricultura Biológica e ESAC – Escola Superior Agrária de Coimbra. O evento reuniu durante 2 dias, várias entidades nacionais e internacionais que trabalham atualmente questões como a agricultura biológica, produção animal biológica, hortofruticultura, e a comercialização e consumo de produtos biológicos.

O Chefe do Escritório da FAO em Portugal e junto da CPLP, Francisco Sarmento, participou no painel intitulado “PAC, Regulamentação Comunitária, Cooperação e Desenvolvimento” onde teve oportunidade de discorrer sobre agroecologia e os seus elementos.

Francisco Sarmento destacou ainda a iniciativa da FAO “Scaling up Agroecology Initiative”, cujo objetivo é potenciar a escala da agroecologia e transformar os sistemas agrícolas e alimentares para atingir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), apoiando ainda os processos nacionais de transição agroecológica através da capacitação política e técnica entre os países.

O Chefe do Escritório da FAO relembrou ainda a importância de uma abordagem agroecológica no processo de transição para sistemas alimentares sustentáveis, sendo este um dos principais caminhos a ser seguido para que possa ser possível atingir os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

A agroecologia engloba a agricultura biológica, mas visa para além da promoção de modos de produção mais sustentáveis, o fortalecimento da agricultura familiar e a realização do direito humano à alimentação adequada no meio urbano e rural.  A agroecologia compreende uma agricultura ambientalmente sustentável, economicamente eficiente e socialmente justa, baseando-se em processos territoriais de “baixo para cima” e sortindo soluções contextualizadas e de longo prazo para problemas locais. A agroecologia enfatiza fortemente os direitos das mulheres, jovens e povos indígenas.