FAO.org

Home > FAO in Portugal > Notícias > Detail
FAO in Portugal

Cerimónia de abertura da 46ª Sessão do Comité de Segurança Alimentar Mundial

14/10/2019

As ações inovadoras são necessárias para reverter o aumento da insegurança alimentar e retomar o progresso em direção à erradicação da fome até 2030, expressou o Diretor-Geral Qu Dongyu aos delegados da FAO na abertura da 46ª Sessão do Comité de Segurança Alimentar Mundial (CFS), no dia 14 de outubro.

“Temos um enorme desafio pela frente e podemos conseguir isso se trabalharmos juntos de mãos dadas”, afirmou Qu Dongyu. As tendências recentes indicam que os esforços para erradicar a fome até 2030 estão a “acabar”, e por isso precisamos de ter novas ideias e tomar ações mais ousadas, continuou.

O Diretor-Geral aproveitou a oportunidade para destacar a recém-lançada Iniciativa “Mão em Mão” (Hand-in-Hand Initiative), através da qual a FAO visa adaptar a assistência por meio de parcerias que incluem países doadores, o setor privado e organizações não-governamentais, priorizando pequenos Estados Insulares em desenvolvimento, países sem litoral e os países menos desenvolvidos do mundo.

Qu também destacou que a FAO continuará a apoiar o CFS e garantir que as suas estruturas políticas sejam uma parte central do trabalho e sejam aplicadas aos níveis local, nacional, regional e global. O CFS oferece uma plataforma inclusiva para todos os stakeholders, incluindo governos, sociedade civil e setor privado, para trabalharem juntos e desenvolverem recomendações de políticas e orientações sobre tópicos que afetam a segurança alimentar e a nutrição. O Diretor-Geral da FAO concluiu a sua apresentação enfatizando que os países e os demais stakeholders devem ser mais ambiciosos e fazer cada vez mais e melhor.

A sessão desta semana do CFS aprovará um novo programa de trabalho de quatro anos com foco especial em género, juventude, dados e desigualdades, expressou Mario Arvelo, Presidente do CFS. Gilbert Houngbo, Presidente do Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola, e David Beasley, Diretor Executivo do Programa Mundial de Alimentos, também se dirigiram à sessão plenária do CFS.

 

Sobre o CFS

No topo da agenda desta semana para o CFS, estão os progressos no desenvolvimento de Diretrizes Voluntárias sobre Sistemas Alimentares e Nutrição, a aprovação de um novo programa de trabalho de quatro anos e a nomeação de um novo presidente.

Realizaram-se mais de 50 eventos paralelos, bem como eventos formais, destinados a abordar os fatores que estão a retardar o progresso na concretização da bem-sucedida da Agenda 2030.